"Sempre que houver alternativas tenha cuidado.
Não opte pelo conveniente,
pelo confortavel, pelo respeitável, pelo socialmente aceitável, pelo honroso.
Opte pelo que faz o seu coração vibrar.
Opte pelo que gostaria de fazer, apesar de todas as consequências."

Osho



segunda-feira, 31 de maio de 2010

Quem é teu irmão?



Temes a Deus porque tens medo do teu irmão.
Aqueles a quem não perdoas, tu temes.
E ninguém alcança o amor com o medo ao seu lado.

Ao teu lado está alguém que te oferece a salvação, pois o Cristo está nele.
Escolhe o que ele é, lembrando-te de que vais receber dele de acordo com a tua escolha.
Ele tem em si o poder de perdoar os teus erros, assim como tu os dele.

Contempla o teu Amigo, o Cristo que se encontra a teu lado.

 Ensinamentos de Um Curso em Milagres

Mul Mantra - Snatam Kaur


 

Sleepsong - Secret Garden


 

domingo, 30 de maio de 2010

Rodeio de Ego


Não se deixe enganar por
essa letrinha com corpinho 1, em itálico,
mostrando meu nome bem pequenininho.
É disfarce.

No fundo, meu ego megalomaníaco gostaria que o nome
estivesse em letras garrafais, brilhantes, luminosas, em
Times Square, Nova York, como aliás, fazem alguns
apresentadores de tv nas aberturas de seus próprios
programas, em geral, com seus nomes também no título.

Se não o faço é mais por
medo que por humildade, mais
por escrúpulo do que por ética. Eu tenho um ego do
tamanho de um bonde, descendo uma ladeira em
São Francisco, sem freio e cheio de passageiros.

Acredite, é mais fácil
montar um touro bravo num
rodeio durante oito segundos do que segurar meu
ego selvagem no momento em que alguém abre
a porteira desavisadamente.

A porteira, aliás, acabou de
ser aberta. Estou aqui,
me segurando, me roendo, sangrando, navegando
pela web pra me distrair e não liberar o demônio da
Tazmania por uma bobagem.

O pior é que a alegria da
platéia é ver o circo pegar
fogo e o palhaço se f.. A simples menção de que
estou em ponto de bala para deixar meu ego explodir
faz com que a galera grite 'pula! pula!', 'solta, solta'
e 'conta!conta!".

Sim, porque, assim como a
indústria alimentícia e o
marketing não colaboram pra que a gente emagreça,
o povo não ajuda ninguém a ser generoso e humilde.

Queremos sangue. Gostamos de sangue. A cor, o cheiro,
o salgado do sangue nos atrai. Por isso todo mundo
diminui a velocidade pra ver um acidente causando
outros acidentes e muito congestionamento.
O ser humano é carnívoro. 

Competimos por espaço
há milênios. E agora, competimos também na web.

Competimos, é plural de majestade. Eu compito.

Mesmo que não exista a primeira pessoa do
singular do verbo competir. Dane-se. Eu sei
o que meu ego indomável quer:

re-co-nhe-ci-men-to.

O ego quer ser admirado Quer
adjetivos elogiosos e
exclamações de grata surpresa. Quer muitos
clap clap clap, quer ohhhhhhhhh! cheios
de agás, quer beijinhos, cutchie cutchie,
e muito bem.
Aperto na bochecha nenê não
quer, nenê
não gosta.
Ego é bebê. É criança,
fedelho, pentelho.
Ego é chato, voraz, desagradável.
Inadequado. Mas está lá. Sempre pronto
para clamar por justiça.
Mania de ego inflado é se
sentir injustiçado.

Passatempo de ego grande é esmagar
em nome da lei. É clamar pelo correto
quando o razoável resolveria. 
Ego não samba, não tem jogo
de cintura.

Ego não dorme, morre de insônia.

Ego não goza, finge prazer com gemidinhos.
Quem tem ego tem problema,
ema ema ema.

Por isso peço ajuda, encarecidamente, a
todos os que convivem com este monstro
na coleira que arrasto pela mão, meu ego
alemão, com mossarela italiana, convertido
ao judaísmo, trancafiado num corpo pícnico,
agarrado a um cérebro atento, medroso e
inseguro como uma criança que segura um ursinho.
 

Minha cabeça, é tudo o que meu ego tem pra brincar.
E por isso, de vez em
quando, meu ego pega
meu cérebro e chuta como bola no quintal do
coração e marca um gol de mão,
que deveria ser anulado.

Meu ego e meu cérebro,
aliás, vivem em constante
disputa e quem perde a partida, sou eu.

Meu cérebro sobe na balança, o ego mente o peso.
Meu cérebro escreve um post, o ego mede as visitas.
Meu cérebro abre a porta, o ego passa primeiro.
No carro, o cérebro dá a partida, o ego acelera.
No vermelho, o cérebro freia, o ego xinga.

O cérebro quer se encontrar, o ego,se acha.
O cérebro quer um amor, o ego, se masturba.
O cérebro busca a performance, o ego quer a medalha.
O cérebro quer terminar este texto, o ego sopra
palavras.

Não é por mal, é só doença. Doença da
ilusão, de todo ser humano, de querer ser
eternamente amado.
Ser continuamente reconhecido.
Infinitamente aplaudido. Em pé.
E, claro, com transmissão simultanea
para todo o planeta.


Ao vivo.

 Rosana Hermann 

Deficiências - Mario Quintana


 

A Mente e o Significado da Vida


 

quarta-feira, 26 de maio de 2010




A diferença
É o que há de mais igual
E a recompensa
Nem sempre se esconde no final
E muita coisa pedindo para acontecer
No limite do que pode haver
Para ver
Sentir e acreditar
Super-heróis podem errar
Na tentativa de não falhar
Então, sendo apenas humano
Estabeleço um plano
Para reverter os meus enganos
Em súbitas conquistas
Às vezes esqueço
Que o preço
Nem sempre compensa pagar
Mas o que é que há
Com a coragem a titubear
Pedindo passagem
Para a indecisão chegar?
Não sou assim
E assim não vou ficar...


Autor: Whesley Fagliari

domingo, 23 de maio de 2010

Jai Ganesha - Kirtan with David Newman


Para minha querida amiga Tarsila:

Jai Ganesha - Kirtan with David Newman 

           

Shiva Shambho - Kirtan with David Newman

 

Reencontro

Eu vim aqui me buscar. E aqui parecia ser longe, muito longe do lugar onde eu estava, o medo costuma ver as distâncias com lente de aumento. 

Vim aqui me buscar porque a insatisfação me perguntava incontáveis vezes o que eu iria fazer para transformá-la e chegou um momento em que eu não consegui mais lhe dizer simplesmente que eu não sabia.

Vim aqui me buscar porque cansei de fazer de conta que eu não tinha nenhuma responsabilidade com relação ao padrão repetitivo da maioria das circunstâncias difíceis que eu vivenciava.

Vim aqui me buscar porque a vida se tornou tediosa demais. Opaca demais. Cansativa demais. Encolhida.

Vim aqui me buscar porque, para onde quer que eu olhasse, eu não me encontrava. Porque sentia uma saudade tão grande que chegava a doer e, embora persistisse em acreditar que ela reclamava de outras ausências, a verdade é que o tempo inteirinho ela falava da minha falta de mim.


Vim aqui me buscar porque percebi que estava muito distante e que a prioridade era eu me trazer de volta. Isso, se quisesse experimentar contentamento. Se quisesse criar espaço, depois de tanto aperto. Se quisesse sentir o conforto bom da leveza, depois de tanto peso suportado. Se quisesse crescer no amor.


Vim aqui me buscar, com medo e coragem. Com toda a entrega que me era possível. Com a humildade de quem descobre se conhecer menos do que supunha e com o claro propósito de se conhecer mais.


Vim aqui me buscar para varrer entulhos. Passar a limpo alguns rascunhos. Resgatar o viço do olhar. Trocar de bem com a vida. Rir com Deus, outra vez.


Vim aqui me buscar para não me contentar com a mesmice. Para dizer minhas flores. Para não me surpreender ao me flagrar feliz. Para ser parecida comigo. Para me sentir em casa, de novo.


Vim aqui me buscar. Aqui, no meu coração.
 
*Texto de Ana Jácomo

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Sannyas... Ser Total



“Para ser um sannyasin, é preciso um coração aberto, um coração amoroso, uma profunda confiança em si mesmo e nada mais é preciso. Você não tem que se entregar a algum mestre, não tem que venerar algum Deus e nem tem que fazer alguma prece para alguma hipotética divindade. Você não tem que ir a templos e igrejas feitos pelo homem para encontrar aquilo que está escondido dentro de você.”

“Sannyas significa coragem, mais do que qualquer outra coisa, porque ele é uma declaração da sua individualidade, da sua liberdade, de que você não será mais parte da loucura coletiva, da psicologia coletiva. Ele é uma declaração de que você está se tornando universal; você não pertence mais a país algum, a igreja alguma, a raça alguma, a religião alguma. Todo anseio por pertencer é enganoso.”
“Algum dia o sannyas começará. Ele pode começar no momento da iniciação, se a sua intensidade, integridade, se a sua confiança e seu amor forem totais, mas raramente é assim.
Iniciação é apenas você dizendo sim para a existência, e abrindo todas as suas portas e janelas para que a brisa fresca e o sol entrem e limpem você e o tornem parte do todo.”

“O sannyas precisa de um sim total e então ele pode acontecer neste exato momento. Mas a sua pequena dúvida – ela pode ser muito pequena – é como uma pequena areia em seus olhos, e você não consegue abrir os olhos. Só um pequenino grão de areia pode impedi-lo de ver todo este belo mundo. A dúvida é exatamente como um pequenino grão de areia em seu olho interior. Ele pode impedi-lo de ver o esplendor e a glória da vida, o seu próprio potencial e suas próprias flores que têm esperado por vidas para crescer e desabrochar, mas você não lhes tem dado chance”.

OSHO
http://www.neosannyas.org/on-sannyas/Portuguese

Fix You - Coldplay

 

 

domingo, 16 de maio de 2010

O Amor é a lei de Deus



A árvore da vida - de Gustav Klimt
O Amor é a lei de Deus. Viveis para que aprendais a amar. Amais para que aprendais a viver. Nenhuma outra lição é exigida do Homem”.

A quem ou a quê devemos amar? Podemos escolher certa folha da Árvore da Vida e despejar sobre ela todo o nosso coração? E o ramo que produziu essa folha? E a haste que sustenta esse ramo? E a casca que protege essa haste? E as raízes que alimentam a casca, os ramos e as folhas? E o solo que envolve as raízes? E o sol, o mar e o ar que fertilizam o solo? Se a pequena folha merece o vosso amor, quanto o mais merecerá a árvore toda!
O amor que corta uma fração do todo, antecipadamente se condena ao sofrimento. E direis: “Mas há muitas e muitas folhas em uma única árvore: umas são sadias outras são doentes; umas são belas, outras, feias; algumas são gigantes, outras são anãs. Como poderemos deixar de escolher?”. - E vos direi: Da palidez do doente provém à vitalidade do sadio. E vos direi ainda mais, que a fealdade é a paleta, a tinta e o pincel da Beleza; e que o anão não seria anão se não tivesse dado parte de sua estatura ao gigante.
Vós sois a Árvore da Vida. Cuidado para não dividirdes a vós mesmos! Não ponhais um fruto contra outro fruto, uma folha contra outra folha, um ramo contra outro ramo; nem ponhais o ramo contra as raízes, ou a árvore contra a terra-mãe, pois, é exatamente isso que fazeis quando amais uma parte mais do que o restante, ou com a exclusão do restante.
Vós sois a Árvore da Vida. Vossas raízes estão em toda parte; vossos ramos e folhas, em toda parte; vossos frutos em todas as bocas. Sejam quais forem os frutos dessa árvore; sejam quais forem seus ramos e folhas; sejam quais forem as suas raízes; serão os vossos frutos, vossas folhas e ramos, serão as vossas raízes. Se quiserdes que a árvore dê frutos doces e aromáticos, e a desejardes sempre forte e verde, cuidai da seiva com que alimentais as suas raízes.
O Amor é a seiva da Vida; o ódio, o pus da morte. Mas, o Amor, tal como o sangue, precisa não encontrar obstáculos para circular nas veias. Reprimi o movimento do sangue e se tornará uma ameaça, uma praga. E que é o ódio senão amor reprimido ou amor retido, tornando-se veneno tanto para quem o alimenta como para o alimentado; para quem odeia como para o que é odiado. Uma folha amarela na vossa Árvore da Vida é somente uma folha a que faltou amor. Não culpeis a folha amarela. Um ramo ressequido é somente um ramo faminto de amor. Não culpeis o ramo ressequido. Uma fruta podre é somente uma fruta amamentada com ódio. Não culpeis a fruta podre. Culpai antes o vosso coração cego e egoísta que repartiu a seiva da vida para uns poucos e a negou a muitos, negando assim a ela própria. Não há outro amor possível senão o amor a si próprio. Mas nenhum ser é real, senão aquele que abrange o Todo.
Eis porque Deus é Amor; porque Deus se ama a Si Mesmo. Se o amor vos faz sofrer, é porque ainda não encontrastes o vosso próprio ser, nem achastes a chave de ouro do amor, pois se amais um ser efêmero, o vosso amor é efêmero. O amor do homem pela mulher não é Amor; é algo muito diferente. O amor dos pais pelos filhos é tão somente o limiar do sagrado templo do Amor… Deixai que os homens se gabem de carnes e ossos que se apegam a outras carnes e ossos, mas jamais deis a isso o sagrado nome de Amor.
Não conhecereis a alegria do Amor enquanto houver ódio em vossos corações. Quando odiais alguém ou alguma coisa, na verdade odiais a vós mesmos, pois o que odiais está inseparavelmente ligado ao que amais, como o verso e reverso da mesma moeda. Se quiserdes ser honestos convosco mesmos, tereis que amar aqueles e aquilo que odiais e aqueles e aquilo que vos odeia, antes de amardes o que amais e o que vos ama… Que ninguém se orgulhe de amar. O Amor é uma necessidade; mais necessidade é do que o pão e a água; mais do que a luz e o ar… Deveis respirar no Amor tão natural e livremente como respirais o ar para dentro e para fora de vossos pulmões. [Mas], não espereis recompensa do Amor.
O Amor é, em si mesmo, recompensa suficiente para o amor, assim como o ódio é, em si mesmo, recompensa para o ódio. Assim como um poderoso rio que se esvazia no mar é reabastecido pelo mar, assim deveis esvaziar-vos no Amor, para que sejais preenchidos para sempre de Amor. Sempre vos ouço dizer que o amor é cego, no sentido de que não vê defeitos no ser amado… Desejaríeis ser sempre tão cegos que não encontrásseis faltas em coisa alguma. Não! Claro e penetrante é o olhar do Amor; por isso não vê faltas. Quando o Amor houver purificado a vossa visão, não vereis jamais nada que não seja digno de vosso amor. Só uma visão despojada de amor, um olho faltoso, está sempre ocupado em encontrar faltas; e quaisquer que encontre serão as suas próprias faltas…
O Amor integra; o ódio desintegra… Mesmo os vossos corpos perecíveis como parecem ser resistiriam à desintegração, se amásseis com a mesma intensidade cada uma das células que o constituem.
O Amor é a paz cheia das melodias da vida. O ódio, a guerra ansiosa pelos satânicos golpes de morte. Que preferis: o Amor para gozardes a paz eterna, ou o ódio para estardes em guerra?! Toda a Terra está viva em vós. O Céu e suas hostes estão vivos em vós. Amai, pois a Terra e todos os seus habitantes se amais a vós mesmos. Amai o Céu e os seus habitantes se amais a vós mesmos.

Trechos de “O Livro de Mirdad” - Mikhail Naimy
Recolhido do blog de Kátia Bueno - http://katiabueno.blogspot.com
  

Conspiração Espiritual

Na superfície do mundo agora, há guerra e violência e coisas que parecem obscuras
Mas calma e silenciosamente, ao mesmo tempo, alguma coisa mais está acontecendo
Uma revolução interna está tomando lugar e alguns indivíduos estão sendo chamados a uma luz superior
É uma revolução silenciosa
De dentro para fora. De baixo para cima
É uma operação global...
Uma conspiração espiritual
Há células adormecidas em toda nação do planeta
Você não as verá na TV
Você não lerá sobre elas nos jornais
Você não ouvirá sobre elas nas rádios
Nós não procuramos por qualquer glória
Nós não usamos nenhum uniforme
Nós chegamos em todas as formas e tamanhos
Cores e estilos
Muitos de nós trabalham anonimamente
Nós estamos trabalhando silenciosamente atrás da cena em todos os países e culturas do mundo, cidades grandes e pequenas, montanhas e vales, fazendas e vilarejos, tribos e ilhas remotas
Você poderia passar por um de nós nas ruas e nem perceber
Nós seguimos disfarçados
Nós permanecemos atrás da cena
Não nos concerne levar os créditos finais
Mas, simplesmente realizar o trabalho
Ocasionalmente nós nos reconhecemos uns aos outros nas ruas
Nós nos acenamos silenciosamente e seguimos nosso caminho
Durante o dia, muitos de nós fingimos que temos uma vida normal
Mas, por trás das aparências, à noite é onde o verdadeiro trabalho toma lugar
Alguns nos chamam de “Exército da Consciência”
Nós estamos lentamente criando um novo mundo, com o poder de nossos corações e mentes
Nós seguimos com paixão e alegria
As ordens que vêm do Centro de nossa Inteligência Espiritual
Nós estamos jogando suavemente, bombas de amor quando ninguém está olhando:
Poemas
Abraços
Música
Fotografia
Filmes
Trabalhos agradáveis
Sorrisos
Meditações e orações
Dança
Ativismo social
Websites
Blogs
Trabalhos aleatórios de bondade
Cada um de nós se expressa em seu jeito único, com seu talentos próprios
“Seja a mudança que você quer ver no mundo”
Este é o mote que preenche nossos corações
Nós sabemos que este é o único modo de uma real transformação acontecer
Nós sabemos que silenciosa e humildimente temos o poder de todos os oceanos combinados
Nosso trabalho é lento e meticuloso
como a formação das montanhas
e nem sempre é visível de relance
e mesmo assim, todas as placas tectônicas poderão se mover nos séculos que estão vindo
Amor é a nova religião do século XXI
Você não precisa ser uma pessoa muito educada
Ou ter um conhecimento excepcional para compreender isto
Isto vem da inteligência do coração
Embutida no eterno pulsar evolutivo de todo ser humano
Seja a mudança que você quer ver no mundo
Ninguém mais pode fazer isto por você
Nós estamos agora recrutando
Quem sabe você se junte a nós
Ou já fez isto
Todos são bem-vindos...
A porta está aberta*

*O original em inglês pode ser encontrado em:
http://lightworkers.org/content/55855/a-spiritual-conspiracy

O texto traduzido foi recolhido do blog: http://arquivosinternos.blogspot.com

A Porta

 
Muitas são as portas com as quais nos deparamos. Portas imponentes que nos amedrontam mais que acolhem. Outras singelas demais para nosso gosto apurado e nosso senso estético tão desenvolvido.

 Outras ainda que nos chamam, como que nos abraçando num convite amável e receptivo.

 Mas nós nem sempre percebemos a porta certa e nos dirigimos àquela que corresponde aos nossos anseios mais fortes e freqüentes.

 Se queremos riquezas, enxergamos as portas revestidas de ouro e mármore. Se procuramos paz, enxergamos as grandes portas de pinho e de madeira nobre que encerram os templos espirituais.

 Se queremos trabalho, enxergamos os grandes portões de aço e metal.

 Se queremos diversões, só temos olhos para as portas de vidro.

 E aí quando paramos e questionamos sobre o nosso caminho, a nossa vida; ficamos sem saber qual é a porta da nossa felicidade.

 Sei que é assim porque já entrei por todas essas portas que citei. E posso lhes garantir que não foram de todo inúteis, me serviram de experiência. Hoje porém, vejo que, na verdade, não existem portas.

 Nosso caminho é um só, nós é que colocamos as portas. Cegos pelas paixões, ilusões e desejos, vamos caminhando a esmo, procurando a satisfação dos nossos sentidos.

 A verdadeira porta que temos que atravessar é a do nosso "escudo corporal", para caminharmos rumo ao nosso interior.

Este sim, é o possuidor de toda a felicidade e todo o discernimento que precisamos para as nossas verdadeiras escolha.

   

Sistemas Políticos - Ramatis

Uma mensagem de Ramatis:
 
A necessária estrutura organizacional que molda os sistemas políticos é consequência da ânsia natural dos indivíduos em se disciplinarem grupalmente... Os espíritos terrículas expiam sua indisciplina e rebeldia pretéritas através da vivéncia kármica retificadora que impõe a égide doutrinária dos modelos sócio-econômicos.

A cada país, com sua respectiva população, é dado, segundo a sua urgência de aprimoramento espiritual, o sistema adequado ao seu momento presente... Diversas foram as tentativas, ao longo dos séculos, na busca do modelo político ideal que pudesse nivelar e produzir a eqüanimidade entre as sociedades humanas, muitas das quais lançando mão de meios radicais e violentos, outras, no entanto, através do respeito e da justiça social como ponto ideológico...

Os relacionamento sociais na Terra a impedem de vislumbrar o equilíbrio e a igualdade entre sua humanidade, por ser ela, ainda, palco de diversas etnias e agrupamentos extraterrestres conturbados, vindos de seus respectivos mundos com fins de aqui realizarem exílio retificante.


O orbe terrestre, assim, compõm-se de vários nichos civilizatórios, difíceis de serem homogeneizados por algum tipo de sistema governamental uniforme e estático... As informações transitam em segundos no orbe através dos satélites moderníssimos, mas os homens não foram capazes ainda de solucionar a fome de seus semelhantes alguns metros a seu lado.


A complexa trama que edifica particularmente as coletividades humanas é fruto da corretiva Lei Kármica, que, apesar de buscar unir e educar através do relacionamento entre os afins, também permite a diversidade de opiniões e conceitos individuais entre os seres. Daí, então, a grande dificuldade na elaboração de um sistema definitivo e perfeito.

De fato, entre todos os sistemas governamentais até hoje empregados por vossa sociedade é o socialista o mais próximo da realidade espiritual de respeito, igualdade e democracia entre os seres. Porém, também utópico se torna, e de difícil implantação, caso não sejam observados os meios para manutenção de sua existência enquanto modelo político, pois sua base é essencialmente ética e justa, compatível com os conceitos imperecíveis trazidos por Jesus há dois mil anos...


Isto é bem simples na aparência, mas guarda um profundo sentido de conquista, pois só pelo trabalho solitário, só pela busca diuturna se chega ao sentido da vida, ao conhecimento de si mesmo; a verdade do eu constituído é a saída da divina esséncia que rege todos os mundos e manifestações.


Enquanto vossa humanidade não espiritualizar as bases dos sistemas políticos, neutralizando-lhes o materialismo, jamais haverá harmonia e igualdade. Nenhum sistema mostrar-se-á capaz de justiça, a menos que o próprio ser humano não seja justo com sua consciência tornando-se menos egoísta.

Apenas o amor incondicional, a fraternidade e o respeito pelo próximo podem ser capazes de alinhavar uma estrutura de política igualitária e estável.

O Capitalismo, por exemplo, que do ponto de vista positivo produz a significativa lição de estimular a consciência na produção da modernidade, através dos grandes incentivos financeiros para o aprimoramento técnico-científico, ao mesmo tempo demonstra seu poder destrutivo, antipreservacionista dos recursos naturais e degradantes do psiquismo, pois gera a febre desenfreada do consumismo fútil e predatório. Peca por sua visão gélida, imediatista e materialista sem limites.

O Comunismo, por sua vez, estratificou-se e ruiu ao sopro das mudanças globais, mesmo tornando-se, como o socialismo, um proto-exemplo de sistema justo e digno de justiça social. Sua grande falha é a crença pia no materialismo negativista das obras do Criador, buscando a igualdade através da razão calculista e homogeneização das massas, tolhindo-lhes o lívre arbítrio e o poder de decisão democrática. A violência jamais pode ser usada em nome da igualdade.

O militarismo, sistema arcaico, fruto de sequelas e lembranças trazidas pela mentalidade de população guerreira do espaço, é carente de bases justificáveis e preenchido de sentimento nacionalista egóico, prepotente e discriminador. Manifesta-se sempre na forma de ditaduras cruéis que instigam o sentimento de revolta civil. Já deveria ter sido abolido de vosso orbe, não fosse a presença no mesmo de algumas mentes espirituais comprometidas com as forças trevosas que aqui permanecem.


Outro exemplo de predatório e injusto sistema que surge nos tempos atuais é o dito Neo-liberal, que serve às elites burguesas governantes. Sistema este calcado na discrespância entre as diversas classes sociais, responsável por produzir os grandes bolsões de miséria no mundo e o privilégio das minorias enriquecidas argilosamente. É sutil e dissimulada sua forma de manifestação, que promete o desenvolvimento sócio-econômico e uma melhor distribuição de renda, mas, na verdade, mercantiliza o patrimônio público, colocando-o nas mãos de pequenos grupos.

Gera inevitalvemente o empobrecimento da nação na qual vige e a escravização de sua população. A política Neo-liberal tem sido a técnica imposta por vossos países ricos ditos de primeiro mundo aos países pobres de terceiro mundo. Mal sabem seus mentores do fim trágico que os espera ao partirem da Terra na caravana dos exilados, onde, em novo astro de esfera primitiva que se aproxima, encontrar-se-ão na árdua tarefa de suas regenerações morais.

O Brasil, por engatinhar rumo à definitiva democracia, como também por inocência de sua mentalidade ainda resquiciosa do colonialismo, abriu guarda para a implementação, através da venda de uma imagem de pseudo-austeridade política, da vivência experimental do modelo Neo-liberal. Porém como mais um tropeço em seu percurso de amadurecimento político-espiritual, erguer-se-á novamente, através das dores aflitivas que já batem às portas do seu povo.

Todavia, como programado pelas Inteligências disciplinadoras da vida no orbe o Brasil caminha, apesar de tantas "injustiças", para tornar-se o berço da síntese política buscada ao longo dos séculos por tantas pátrias... A atual situação de calamidades imposta à grande parte da sociedade brasileira é sinal de breve mudança nos quadros políticos de seu país.

O Brasil será a pátria ecumênica, tanto no sentido religioso como político, do terceiro milênio. Em seu solo reencarnarão grandes missionários, com a devida incumbência de torná-lo o celeiro da nova humanidade que surge. Mesmo que não percebais o que vos afirmamos, vossas próximas gerações já usufruirão de um novo organismo social emergente, do qual irradiará uma suave e influenciadora luminosidade magnética para todo o planeta...

Não cansamos, porém de alertar-vos que não são apenas os sistemas externos os meios definitivos para o alcance da tão sonhada igualdade. A verdadeira revolução deve iniciar-se dentro de cada um, gestada no âmago da criatura sedenta por justiça. A necessária revolução social se faz através, primeiramente, de uma atitude interna em transformar e tornar a si próprio mais justo e correto, usando para isso o antídoto atemporal dado por Jesus: o inegoísmo. Sem ele, jamais sistema algum poderá dar resultados substanciais e duradouros, pois desmbrembrar-se-á com o tempo, devido à falta do alicerce ético.

O Brasil, por suas características de síntese cultural vislumbra a possibilidade de confeccionar um modelo político símbolo da nova era que se inicia, mas caberá a seu povo construí-lo através da fé firme e da condição básica de amor ao próximo. 
 
Mensagem de Ramatis



Ramatis em 13/06/98, recebida no Centro Universalista de Curas e Operações Espitiruais - A Casa da Essência
 
  


    

domingo, 9 de maio de 2010

One Love - Playing For Change

Esse é mais um clip interessante, onde resolveram pegar diversos músicos de rua,
 cantando em diferentes partes do mundo a mesma música,
para depois mixar com diferentes
formas de cantar e tocar.
O projeto chama-se Playing For Change: Peace Through Music 
(Tocando para mudar: Paz através da música!).
 

A história das coisas


Este documentário é um trabalho extremamente importante, face ao que todos estamos vivendo e ao que se aproxima - igualmente de todos nós - em razão do modelo de civilização que adotamos e no qual acreditamos.

Crescimento econômico está matando o planeta.


Na visão da revista New Scientist, “remodelar a economia” é saída para salvar o planeta.
 
Ou seja, precisamos ter uma outra "visão de mundo".
Onde as pessoas e não as coisas sejam o centro.

Wish You Were Here - Pink Floyd


 

A Segunda Vinda

 
por Marco Antonio H. de Menezes

Olá a todos que estejam lendo estas linhas!!!
Muita coisa tem sido dita sobre o ano de 2012, sobre catástrofes, mudanças, alinhamentos, mudanças de pólos e outros assuntos similares. Pois bem, que tal promovermos uma revisão destes assuntos e reconsiderarmos algumas certezas?

Vamos começar pelo já famoso Cinturão de Fótons (para você que não sabe nada sobre isto, por favor, procure uma leitura adequada*). É verdade que Alcione, o Sol Central das Plêiades, está eternamente banhada pelo Cinturão de Fótons e por isto é um corpo celeste em constante Iluminação! É verdade que todas as demais estrelas que pertencem ao sistema pleiadiano circundam Alcione, inclusive o Sol que banha o seu planeta, chamado Terra. É verdade também que o seu Sol, já está mergulhado neste Cinturão de Fótons já faz uns 3 para 4 anos segundo sua contagem de tempo. É verdade que o planeta Terra já freqüenta o Cinturão de Fótons há alguns anos, mas ainda não está inteiramente mergulhado nele e que isto só ocorrerá no ano de sua contagem de 2012, mais precisamente: 21 de dezembro de 2012. É a data da sua contagem de tempo que coincide com a contagem Maia. Em outras palavras, seu planeta será cada vez mais submetido a uma aceleração das partículas e toda a vida nele existente se tornará mais e mais acelerada em termos de vibração e isto desencadeará uma brutal iluminação em massa de tudo o que vive na Terra, inclusive a própria Terra passará por esta reavaliação energética.

Mas, a partir daí começam as muitas incertezas!
Uns dizem que a Era de Aquário começa nesta data, outros dizem que ela só começa quando Plutão entrar definitivamente no Cinturão de Fótons. E você? Em que número vai apostar?

Vamos recordar algumas coisas, talvez vocês tenham melhores condições de se decidir por esta ou aquela teoria. O Sistema Solar ao qual vocês pertencem leva aproximadamente 26.000 anos para girar em torno de Alcione. Aproximadamente a cada 13.000 anos o seu sistema solar se encontra banhado pelo Cinturão de Fótons e sofre uma aceleração. E fica em torno de 2.000 anos sob este Cinturão. Este tempo em que ele fica banhado pelo Cinturão é chamado de Era de Leão ou de Era de Aquário. Atualmente estamos nos encaminhando para a Era de Aquário.

Agora vem a pergunta: em que momento entraremos na Era de Aquário? A resposta: NÃO IMPORTA!!!!!! Olhar para a folha sem ver a árvore ou olhar para a árvore sem ver a folha não fará ninguém melhor ou pior! O importante é o que este momento representa e não em que momento ele passa a existir! O que você já pode fazer desde agora é que é importante.

Haverão catástrofes? O que é uma catástrofe para vocês? Um dilúvio bíblico, um cometa chocando-se com seu planeta, Godzilla ensurdecendo seus tímpanos, vulcões em fúria hollywoodiana, aviões rodeando arranha-céus, governantes bombardeando um bando de esfomeados liderados por um egocêntrico? Escolha sua catástrofe e se divirta com ela, pois ela não virá!!!! Isto aí: ela não virá!!!! Vocês estão há tanto tempo acostumados com os relatos bíblicos que acham perfeitamente plausível que qualquer evolução deve vir sob um forte "arrasa-quarteirão". Por outro lado há aqueles que não sabem e nem seguem seus livros sagrados e também acham que tudo o que está além de seu conhecimento deve ser considerado como terrível e tenebroso ou mesmo justo na sua fúria! Isto serviu para uma época, isto aconteceu num dado momento, mas não é para sempre! E é bom que tenhamos algo em mente: catástrofes naturais não são castigos, mas acomodações, assim como a febre que atinge seu corpo sinalizando uma luta interna para trazer seu organismo ao equilíbrio. Portanto, esqueçam o capítulo catástrofe: O CRIADOR É UMA TREMENDA CONSCIÊNCIA E NÃO UM HUMANO UM POUCO MAS ESCLARECIDO!!!!! OKKKKKK?????!!!!!! Em outras palavras Ele destrói e constrói em função do desenvolvimento da Sua Criação e não por achar que uma pulga mordiscou Seu pé! O que pode ocorrer são acomodações do planeta como um todo, coisa que sempre ocorreu em menor ou maior escala ao longo destes muitos anos pelos quais cada um de vocês têm vivido! Se a quantidade de fenômenos desiguais tem aumentado é porque o nível de acomodação exigido é maior, mas não vai ser a catástrofe que vai redimir a humanidade!

Quer dizer então que os seres humanos precisam se apressar para atingir algum nível espiritual em 2012? Para responder a esta pergunta vamos ter que dar uma volta em torno do Universo!

Vamos começar revendo o seguinte: você acredita em extraterrestres? Se você respondeu "Não", sinto em desapontá-lo, mas você acabou de negar o que você é! Sim, todos os seres que aqui estão tiveram suas origens fora do planeta. Todos chegaram aqui algum dia para deixar sua contribuição aqui, porque aqui é uma biblioteca viva**, onde cada ser de qualquer parte do Universo poderá tranqüilamente consultar cada arquivo livremente. E você é um arquivo! Dentro de suas células estão suas fitas DNA e nelas estão gravadas as suas origens e suas aventuras ao longo das eras pelos mais diversos pontos do Universo. Cada ser que habita esta planeta encontrou uma maneira de acumular suas aventuras, vocês fazem parte daquele grupo que escolheu gravá-las nestas fitas genéticas. O planeta Terra é um local originalmente feito para que um grupo restrito de seres o habitem por algum tempo administrando-o e permitindo que outros seres aqui cheguem e consultem os seus diversos arquivos. Estes "administradores" poderiam criar futuros "administradores". Desta maneira o planeta não correria o risco de virar o "cortiço" em que se transformou. Acontece que alguns seres (que doravante chamaremos de seres "em queda") ficaram de olho neste planeta e nas suas aparentes riquezas, esquecendo que, como tudo no Universo, todo equilíbrio é sutil demais. Estes seres acabaram por incutir no planeta a ganância espiritual e material que ainda hoje percorre suas mentes e veias. E todos aqueles que viveram neste planeta naqueles tempos tão antigos se tornaram vítimas: perderam o contato com a Terra, o contato com seu Eu Maior, se tornaram seres cada vez mais densos e prisioneiros de suas próprias paixões e deram origem a um bando de seres geneticamente modificados que hoje conhecemos como humanos. Os humanos são, na verdade, uma mistura da carga genética destes seres "em queda" com a de seres que originalmente já existiam aqui no planeta como frutos da evolução natural que transcorria normalmente naquela época. Seus cientistas há muito desconfiam que algo desta natureza tenha acontecido, pois não conseguem entender a estranha aceleração evolutiva que transcorreu neste planeta, pois para eles, em escala normal, vocês não deveriam estar no nível em que se encontram.

Mas, como nada no Universo acontece por acaso, o jeito foi ver o que aconteceria após esta série de manipulações genéticas. Acontece que ao mesmo tempo já se sabia que uma grande onda de energia envolveria um grupo de galáxias ao qual a Via-Láctea pertence. Esta onda de energia percorreria cada corpo celeste desta área do Universo gerando um salto qualitativo de evolução matricial. Haveria uma expansão de consciência de grandes proporções para todos os seres que viviam naquela área. Segundo sua contagem de tempo atual ela estaria para ocorrer coincidentemente durante a atual passagem do seu sistema solar pelo Cinturão de Fótons.
E como ficaria aquela "aberração genética" recentemente criada no planeta Terra? É preciso compreender que os humanos eram um bando de seres que continham um material genético de altíssimo nível e que não poderia ser descartado, uma vez que seu descarte apagaria informações muito antigas sobre muitas gerações de consciências, algumas delas originadas nos primórdios da Criação. Inicialmente foi necessário que um grupo de seres descessem ao seu planeta para educá-los, pois os seres humanos eram como sacos de seda vazios ou potes de ouro sem conteúdo. Pensem nisto: da noite para o dia uma lagarta virou um tigre! Como fazer com que a lagarta lentamente se adaptasse à sua nova realidade? Educando! Grandes seres de várias partes do Universo fizeram um "mutirão". Este "mutirão" ensinaria em tempo recorde, mas com cuidado, tudo o que pudesse ser útil para que aqueles seres estivessem melhor preparados para o salto quântico que se aproximava. Por que tanta preocupação? Simples, originalmente estes seres não continham a carga genética herdada de sua fusão com os seres "em queda" e, portanto, dentro do seu nível evolutivo natural estavam prontos para o que viria, mas com a nova carga genética eles adquiriram uma nova freqüência energética que se não fosse corretamente trabalhada..."fritaria" quando fosse atingida pela onda evolutiva. Um curto-circuito destruiria toda a matriz genética daqueles seres.

E assim, durante um bom tempo, os seres humanos foram introduzidos num novo patamar de evolução. Um dia um bando de seres que fazia parte deste "mutirão" resolveu que seria melhor se pudessem encarnar nos corpos de alguns daqueles humanos, pois achavam que isto facilitaria o aprendizado. E assim foi feito! O problema é que estes seres se tornaram apegados ao tipo de vida que passaram a ter em corpos humanos. E foi aí que surgiu a reencarnação. Até ali os seres humanos eram educados para chegar a um nível de maestria que lhes permitiria ultrapassar a terceira dimensão e ir lentamente acessando as demais, mas sem o processo de morte que hoje vocês conhecem e temem. Com a reencarnação criou-se uma roda infinita de morte e vida, da qual se tornaram prisioneiros aqueles encarnados nos humanos e os próprios humanos. A estes seres que encarnaram nos humanos vamos dar o nome de Lúcifer! Os seres chamados de Lúcifer acabaram por misturar suas cargas genéticas com as dos demais humanos (inicialmente Lúcifer só poderia casar com Lúcifer e gerar Lúcifer! Pode parecer engraçado, mas era o que acontecia! Quando um Lúcifer nascia numa família humana normal logo era entregue aos cuidados dos seres que faziam parte do "mutirão" para que fossem educados corretamente, para em seguida serem reintroduzidos no meio humano como conselheiros, feiticeiros, xamãs, mestres e afins) e com isto a matriz humana foi dando cada vez mais saltos, exigindo um preparo espiritual cada vez maior dos humanos. Os Lúcifer originais foram lentamente desaparecendo e em seu lugar nasceram híbridos: meio humanos, meio Lúcifer. Esta fusão evolutiva forçou uma decisão por parte dos seres que faziam parte do "mutirão": era preciso resgatar os Lúcifer que estavam presos na roda e ao mesmo tempo continuar a educação dos humanos e isto só seria possível se uma parte deles também encarnasse e tentasse encontrar uma "vacina" para limpar toda aquela bagunça! Os seres que aceitaram esta missão sabiam que perderiam muitos dos seus poderes e teriam que se sujeitar ao novo tipo de vida que levariam doravante. Eles iriam tatear feito cegos até encontrarem as chaves que libertariam a todos daquela experiência. E assim passaram-se as eras e muitos humanos ascenderam, alguns Lúcifer foram liberados, e os demais seres continuaram suas encarnações, esquecendo quem eram e o que estavam fazendo. A memória de toda esta aventura se perdeu com o tempo. Distorções nasceram ao longo deste tempo, os humanos se tornaram cada vez mais sábios e mais conscientes, mas totalmente inconscientes de suas origens. Hoje em dia há extraterrestres "puros", extraterrestres/humanos híbridos e humanos "puros" encarnados entre vocês. Esta mistura resultou numa explosiva aventura no seu planeta e que agora atinge o seu auge nestes tempos em que a Terra entra e sai repetidamente do Cinturão de Fótons.

Na medida em que o planeta entra e sai do Cinturão a energia se tornará cada vez menos densa com a conseqüente ascensão espiritual dos humanos (a chamada Consciência Crística se torna o seu novo estado de ser), o fim dos híbridos e facilitação de atuação dos extraterrestres "puros".

É bom saber que nós, que não somos humanos, não somos melhores e nem piores do que vocês! Somos apenas parte do mesmo Universo! Somos consciências assim como vocês o são, apenas estamos mais "conscientes" daquilo que somos. Nós nos sentimos como pais, pois aprendemos e ensinamos muito a vocês. Tenham certeza que nossa dedicação a vocês nunca foi menor, pois era nosso compromisso desde o início redimir nosso próprio erro! Sim, somos parte de tudo o que ocorreu com vocês e não "arredaremos" os nossos "etéricos" pés daqui até que nosso erro tenha sido corrigido. Cada um de nós cometeu um erro em um momento, tudo isto fruto de nossa ingênua pretensão de sermos maiores do que a Criação. Em alguns momentos nos tornamos deuses e nos tornamos mesmo O Deus. Nós criamos falsas impressões para vocês, deixamos que nos olhassem como seus salvadores, semeamos a guerra, a discórdia, implantamos sistemas de vida os mais estapafúrdios e vocês nos agüentaram o quanto puderam, mas um dia sofremos nosso próprio revés quando vimos que vocês haviam perdido o contato consigo mesmos, que vocês se tornaram seres embotados, refugiados em religiões que misturavam o pouco que ainda se lembravam confundindo-os mais ainda. Com medo das suas reações nós criamos sistemas perversos que os fizeram esquecer o pouco que ainda guardavam, criamos livros sagrados onde estórias verdadeiras se misturavam em meio a outras falsas, fizemos com que acreditassem que eram os únicos no Universo, os últimos.
Aqueles de nós que discordaram deste sistema de vida tentaram de todas as maneiras alertá-los: músicos fantásticos, curadores maravilhosos, artistas impressionantes e muitos outros seres de destaque resolveram encarnar para ajudá-los.
E agora alguns de nós, extraterrestres, estamos ainda encarnados, alguns de nós nem têm consciência de suas verdadeiras origens, mas todos estão empenhados em ajudá-los neste momento.
Nós sabemos que ao lerem o texto acima sua desconfiança sobre nós será muito grande, mas preferimos assim, pois como já dissemos, nós também aprendemos e muito com vocês. Não somos mais mestres e discípulos, somos apenas companheiros de viagens aguardando o próximo passo.

Como foi dito mais acima, para que vocês soubessem se teriam que se apressar para atingir algum nível espiritual até 2012 foi necessário que déssemos uma volta.

Quando os Maias deixaram aqui neste planeta suas informações sobre o tempo, na verdade deixaram uma grande iniciação. Se vocês conseguissem acessar esta iniciação, conseguiriam se preparar para os novos tempos. Está na hora de vocês perceberem que a Era de Aquário não é a Era das Comunidades, mas sim a Era da Humanidade. Observamos que vocês acham que a melhor maneira de encarar estes novos tempos é se embrenharem em matos criando comunidades. Percebam isto: por baixo da Era de Aquário existe a energia de Leão, portanto a individualidade será forte. Trata-se de um tempo em que cada um de vocês aprenderá a entrar em contato com sua verdadeira identidade, trazendo sua contribuição individual para a comunidade chamada Humanidade. Se vocês continuarem a se dividir e a se separarem, continuarão a viver como se estivessem na Era de Peixes. Peixes é a entrega absoluta, a dissolução do Eu, do Ego. O que é um Aquário? Um Aquário só tem graça se nele houver peixes, plantas aquáticas, areia colorida ou não, água e outros seres, se possível. Esta coletividade faz o Aquário. Só que em lugar de criar vários Aquários, é hora de criar um Aquário. Este trabalho não se fará de agora até 2012! Este trabalho se fará e se tornará mais forte a partir de 2012 e até que todo o seu sistema solar esteja completamente imerso no Cinturão de Fótons. Até 2012 não é para vocês se organizarem em movimentos, criar facções, gerar leis que beneficiem uns e outros, mas para aprenderem a acessar suas verdadeiras facetas e se liberarem dos sistemas de crenças e de falsos valores aos quais vocês se apegaram ao longo de sua evolução. É hora de vocês estilhaçarem a falsa imagem que criaram para si mesmos com o objetivo único de viverem melhor dentro da sociedade. Ë hora de convidarem suas sombras para viverem sem medo ao lado de seu lado mais luminoso. Trabalhem-se! Quanto mais vocês se trabalharem, quanto mais vocês rasgarem suas ligações com seus passados, mais difícil será para vocês serem capachos da sociedade em que vivem. Isto não é um discurso de esquerda ou anarquista. Aprendam a se conhecer, a se encarar sem medo. Isto é o que é para ser feito. Parem de se esconder por trás de musiquinhas insossas, de fumaças inebriantes, de sons exaustivamente repetidos. Eles são válidos apenas quando isto te pertence de fato. Não troquem um poder pelo outro, uma prisão pela outra. Procurem seus mestres interiores. Há muitas pessoas de boa índole, mas lembrem-se: elas só servem para fazê-lo lembrar e não para caminhar por vocês!

Lutem pela humanidade aprendendo a lutar pela sua individualidade! Enquanto vocês lutarem pela humanidade lutando pelo poder, tudo ficará difícil! Quando você aprende a lutar por você mesmo, você entende e enxerga seus limites e o dos outros.

Temos visto muitas pessoas se unindo em grupos para meditarem pelo planeta. Isto é ótimo! Mas lembrem-se: não adiantará meditarem pelo planeta se os seus corações abrigarem um ser sem amor por si mesmo! Não se trata de egoísmo ou egocentrismo, trata-se de aprender a se curar...agora!

Muitos que não desejam se curar estão abandonando o planeta. É uma pena pois este é um momento maravilhoso para darem um grande salto!

Nossa ajuda neste momento é baseada na lição aprendida na convivência com vocês! Aceitem-na, por favor! Vocês já atingiram um ponto formidável, agora só falta uma coisa: desapego do passado e de tudo o que se relaciona a ele (medo, intolerância, ignorância, violência, submissão, dissimulação, vergonha, miséria, dor, sofrimento, preconceito, ausência de limites, etc).
É isto o que vocês precisam alcançar agora até 2012! A partir disto é que vocês começarão a viver na Era de Aquário! A Era de Aquário não é uma data, é uma vibração!

Procurem seus curadores, seus médicos, seus terapeutas, seus lugares de poder, suas crenças! Vasculhem tudo isto e descartem aquilo que não serve mais para vocês, lutem com toda força para resgatarem sua verdadeira faceta. O mundo não foi construído para suportar a sua verdadeira faceta e sim para sufocá-la! Sim, nós estamos por trás da idéia do filme Matrix e de tantos outros. Nós usamos a indústria cinematográfica para podermos atingir mais rápido mais pessoas. Olhem além dos efeitos especiais e verão vocês mesmos retratados na tela. Ou vocês acham que aquela estória do menino das mãos de tesouras conta a estória do seu cachorrinho? Aprendam a ler as entrelinhas!

Mensagens como estas estarão sendo soltas por vários canais pelo mundo! 
 
 
Nossa intenção é fazer com que não se desviem do ser que é mais importante neste momento: cada um de vocês!

O que foi contado aqui é um resumo de tudo o que ocorreu neste planeta! 
 
Leiam mais! Pesquisem mais! Não se prendam ao que falam por aí afora! 
 
Procurem aprender mais sobre vocês mesmos, sobre seu passado! Sobre o que está acontecendo nos céus agora! Procurem saber o que de fato está provocando alvoroço no meio científico! Descubram mais sobre as civilizações maias, caldéias, sumérias, babilônicas, egípcias!***

Este é nosso recado por agora!
Com todo nosso amor nos despedimos!

*Agenda Pleiadiana, de Barbara Hand Clow pode ser uma boa leitura para entender mais sobre o Cinturão de Fótons.

**Terra-Chaves Pleidianas para a Biblioteca Viva, de Barbara Marciniak e Mensageiros do Amanhecer, da mesma autora são excelentes para entender melhor sobre Dna e bibliotecas vivas.

***Rebelião de Lúcifer de Robert Lundlum, Além do Tempo-técnicas de Regressão da Mente/O Olho do Centauro/O Coração do Cristo, de Barbara Hand Clow (uma trilogia), todos os livros de Zecharia Sitchin (recomendo principalmente O Décimo Segundo Planeta), Operação Cavalo de Tróia, principalmente o primeiro volume, todos de J.J. Benítez, A jornada sagrada do Guerreiro Pacífico e O Caminho do Guerreiro Pacífico de Dan Millman, The Book of Enoch From-The Apocrypha and Pseudepigrapha of the Old Testament R.H. Charles Oxford: The Clarendon Press, O prisma de Lira, de Lyssa Royal e Keith Priest.
Todos os livros de Carlos Castañeda e os livros de Roberto Freire(principalmente, Sem Tesão nào há Solução). Há uma coleção de livros de Doris Lessing escritos antes dos seus mais famosos romances que relatam a vida nos primórdios do planeta, infelizmente não sei o nome deles.  Todos os livros sagrados (incluindo obras do Ramatis) e pesquisas arqueológicas disponíveis, além de boletins extraordinários da NASA.

A vida é uma escolha entre o medo e o amor

domingo, 2 de maio de 2010

Libertar

"No instante em que damos total liberdade a todos os que nos cercam, quando deixamos de desejar prender e cercear as pessoas, quando deixamos de esperar qualquer coisa delas, quando tudo o que pensamos é em dar e dar mais e nunca em tornar, então descobrimos que estamos totalmente livres do mundo. As cadeias que nos prendem caem por terra, as correntes se rompem e, pela primeira vez na vida, sabemos o que é a experiência inédita da liberdade total; livres de todas as restrições humanas, seremos, com disposição e alegria, servos apenas do nosso Eu Superior."
 
Dr. Edward Bach

Intrumentos de Paz

 
O chamado deste momento é um chamado de paz. Em minhas meditações da manhã, posso ouvir o clamor por paz, num mundo sem paz – não apenas pelo fim do conflito, mas por uma tranqüilidade e calma interior profunda que todas as almas lembram como nosso estado original.
Se quisermos encontrar a paz, devemos primeiramente ensinar a nós mesmos como nos tornarmos silenciosos e então podemos nos tornar pacíficos. Tornar-se pacífico significa controlar as rédeas da mente descontrolada e fazer com que os pensamentos fugidios parem. Quando tivermos a atenção da mente, poderemos começar a persuadi-la a nos levar para o silêncio, um silêncio verdadeiro; não o lugar sem som, mas o lugar no qual temos um profundo sentimento de paz e uma consciência total do nosso bem-estar.
Não é uma mente vazia que nos mostra esse estado de paz. Para entrarmos nesse estado de silêncio profundo, devemos treinar o intelecto para criar pensamentos puros e bons. Devemos treiná-lo a se concentrar. Nossos pensamentos inúteis são uma carga sobre nós. Nossos hábitos de criar pensamentos demais e palavras demais cansam o intelecto. Devemos nos perguntar: “Como posso cultivar o hábito do pensamento puro?”.
Quem é que deseja entrar no silêncio? Sou eu, o ser interior, a alma. Quando me desapego do meu corpo e das coisas físicas e me afasto das distrações do mundo, posso me voltar para dentro, para o ser interior. Como um lago perfeitamente calmo quando todos os sopros de vento param, o ser interior brilha, refletindo silenciosamente as qualidades intrínsecas da alma. Sentimentos de paz e de bem-estar atravessam minha mente e, com eles, pensamentos de benevolência.
Eu abandono todos os pensamentos de descontentamento e sou lembrado de meu estado mais antigo, mais intrínseco. Lembro-me dessa calma interior. Embora não tenha estado aqui recentemente, lembro-me disso como minha consciência mais fundamental, e um sentimento de felicidade e contentamento transbordam dentro de mim. Nesse estado sei que cada alma é minha amiga. Sou meu próprio amigo. Estou profundamente tranqüilo. Estou silencioso e completamente em paz.
Esse poço profundo de paz é o estado original da alma. Quando estou nesse estado, sinto a corrente de amor pela humanidade e sinto um estado mais elevado do que aquele que eu chamaria normalmente de felicidade, um estado de bênção. É quando atinjo esse estado que algo verdadeiramente miraculoso pode acontecer. Quando estou nesse estado de consciência de alma completa, torno-me consciente de que outra energia está começando a fluir dentro de mim. Sinto uma força e um poder tão expansivo que, nesse momento, sei que não há nada que não possa fazer, nenhum lugar que não possa alcançar.
Quando isso acontece, estou sentindo a conexão com a energia divina e a corrente do poder de Deus em meu ser interior. Se eu permanecer concentrado internamente, conectado com essa corrente de poder divino, até o modo de utilizar os sentidos físicos será diferente. Quando eu olhar para o mundo, verei através de minha natureza original de benevolência e sentirei compaixão pelo mundo.
É nessa experiência que eu sei o que é o poder do silêncio. É esse poder que me transforma internamente, tornando-me puro e poderoso. Quando a alma e Deus estão juntos, há um poder que me atinge e então atinge os outros invisivelmente, realizando a transformação neles, na natureza, e no mundo.
O segredo desse poder do silêncio é que não tenho de fazer o trabalho da transformação. O poder divino transforma automaticamente. Deixe que eu faça o trabalho interno. Deixe que eu entre profundamente nessa experiência do estado original do eu, e que haja silêncio de modo que Deus possa fazer o Seu trabalho através de mim, Seu instrumento.

Dadi Janki
Fonte: http://www.bkwsu.org/brazil/audio_e_textos/palestras

Stand By Me

Esse clip é fruto de uma idéia
interessante, resolveram pegar diversos músicos de rua, cantando em
diferentes partes do mundo a mesma música, para depois mixar com diferentes
formas de cantar e tocar.
O projeto chama-se
Playing For Change: Peace Through Music
(Tocando para mudar: Paz
através da música!).



 

Unificando chakras

Eu inspiro Luz
Através do centro do meu coração,
Tornando o meu coração
Uma linda bola de luz,
Que me permite expandir.

Eu inspiro Luz
Através do centro do meu coração,
Deixando que a Luz se expanda,
Envolvendo o meu chakra da garganta
E o meu chakra do plexo solar
Para formar um campo unificado de Luz
Dentro, através e em volta do meu corpo.

Eu inspiro Luz
Através do centro do meu coração,
Deixando que a Luz se expanda,
Envolvendo o meu chakra da testa
E o meu chakra do umbigo
Para formar um campo unificado de Luz
Dentro, através e em volta do meu corpo.

Eu inspiro Luz
Através do centro do meu coração,
Deixando que a Luz se expanda,
Envolvendo o meu chakra da coroa
E o meu chakra da base
Para formar um campo unificado de Luz
Dentro, através e em volta do meu corpo.

Eu inspiro Luz
Através do centro do meu coração,
Deixando que a Luz se expanda,
Envolvendo o meu chakra Alfa (Vinte centímetros acima da minha cabeça)
E o meu chakra Ômega (Vinte centímetros abaixo da minha coluna)
Para formar um campo unificado de Luz
Dentro, através e em volta do meu corpo.
Deixo que a Onda de Metraton
Se mova entre esses dois pontos.
EU SOU uma unidade de Luz.

Eu inspiro Luz
Através do centro do meu coração,
Deixando que a Luz se expanda,
envolvendo o meu oitavo chakra (Acima da minha cabeça)
E a parte superior de minhas coxas
Para formar um campo unificado de Luz
Dentro, através e em volta de meu corpo.
Deixo que o meu corpo emocional se funda
Com o meu corpo físico.
EU SOU uma unidade de Luz.

Eu inspiro Luz
Através do centro do meu coração,
Deixando que a Luz se expanda,
Envolvendo o meu nono chakra (Acima da minha cabeça)
E a parte inferior de minhas coxas
Para formar um campo unificado de Luz
Dentro, através e em volta de meu corpo.
Deixo que o meu corpo mental se funda
Com o meu corpo físico.
EU SOU uma unidade de Luz.

Eu inspiro Luz
Através do centro do meu coração,
Deixando que a Luz se expanda,
Envolvendo o meu décimo chakra (Acima da minha cabeça)
E (indo) até meus joelhos
Para formar um campo unificado de Luz
Dentro, através e em volta do meu corpo.
Eu deixo que meu corpo espiritual se funda
Com o corpo físico,
Formando o campo unificado.
EU SOU uma unidade de Luz.

Eu inspiro Luz
Através do centro do meu coração,
Deixando que a Luz se expanda,
Envolvendo meu décimo primeiro chakra (Acima de minha cabeça)
E a parte superior da barriga de minhas pernas
Para formar um campo unificado de Luz
Dentro, através e em volta do meu corpo.
Eu deixo que a Mente Suprema se funda
Com o campo unificado.
EU SOU uma unidade de Luz.

Eu inspiro Luz
Através do centro do meu coração,
Deixando que a Luz se expanda,
Envolvendo meu décimo segundo chakra (Acima da minha cabeça)
E a parte inferior da barriga de minhas pernas
Para formar um campo unificado de Luz
Dentro, através e em volta do meu corpo.
Eu deixo que a Mente Crística Suprema se funda
Com o campo unificado.
Eu Sou uma unidade de Luz.

Eu inspiro Luz
Através do centro do meu coração,
Deixando que a Luz se expanda,
Envolvendo meu décimo terceiro chakra (Acima da minha cabeça)
E meus pés
Para formar um campo unificado de Luz
Dentro, através e em volta do meu corpo.
Eu permito que a Mente Suprema EU SOU se funda
Com o campo unificado.
EU SOU uma unidade de Luz.

Eu inspiro Luz
Através do centro do meu coração,
Deixando que a Luz se expanda,
Envolvendo o meu décimo quarto chakra (Acima da minha cabeça)
E (indo) até abaixo dos meus pés
Para formar um campo unificado de Luz
Dentro, através e em volta do meu corpo.
Eu deixo que a Presença da Fonte se mova
Através do campo unificado.
EU SOU uma unidade de Luz.

Eu inspiro Luz
Através do centro do meu coração.
Eu peço que
O nível supremo do meu Espírito
Se irradie
Do centro do meu coração,
Preenchendo este campo unificado,
Eu irradio por todo este dia.
EU SOU uma unidade de Espírito.


do livro 'O Que É O Corpo De Luz' - Mensagem do Arcanjo Ariel
Canalizada por Tashira Tachi-ren
  

retirado do blog http://afirmacoesdeluz.blogspot.com