"Sempre que houver alternativas tenha cuidado.
Não opte pelo conveniente,
pelo confortavel, pelo respeitável, pelo socialmente aceitável, pelo honroso.
Opte pelo que faz o seu coração vibrar.
Opte pelo que gostaria de fazer, apesar de todas as consequências."

Osho



Estrela Sirius

Estrela Sirius, uma das mais maravilhosas estrelas de nosso firmamento, possui sua aparente grande magnitude por causa do simples fato de que ela está a somente 8,7 anos luz da Terra. Ela emite 23 vezes mais luz do que o Sol e é 1,8 vezes maior do que ele. Comparada com outras estrelas como Rigel ou Beltegeuse, (da constelação de Orion) Sirius, no entanto, é relativamente pequena. Porém a história desta luminosa estrela é bastante singular. No antigo Egito, a estrela Sirius era alvo de uma particular veneração e era representada pela Deusa Sothis, ou Isis Sotis, e pelo Deus Hermes Thot. Seu aparecimento no céu coincidia com o momento da cheia do rio Nilo ( aproximadamente 3.000 anos A.C.), no auge do verão, cheia que vinha trazer prosperidade e fertilidade às terras inundadas. Na realidade esta cheia coincide com o auge do verão no hemisfério norte e até hoje, quando um dia está demasiadamente quente, é usada a expressão "Está um calor de cão". Na antiga Roma, cachorros eram sacrificados em nome dela. O nome "canicula" para indicar um período de grande calor também tem esta derivação. Sirius faz parte da Constelação de Canis Major (O Grande Cão) e faz par com a Constelação de Canis Minor (O Pequeno Cão). Os dois cães pertencem e servem o caçador celeste Orion. Os astrônomos nos tempo antigos (1.500 A.C.) descreviam Sirius como sendo de luz avermelhada, uma luz mais vermelha do que aquela do planeta Marte. Atualmente a sua luz é absolutamente branca, como pode ser observado a olho nu no hemisfério Norte ao se olhar o céu num determinado período do ano. Como pode uma estrela mudar a sua cor num período de somente 1,500 anos? Esta questão não encontrou uma resposta convincente até agora. 

O estudo das estrelas fixas é ainda uma grande charada para os astrônomos. Pois, apesar das estrelas passarem indubitavelmente através de diferente estágios, as mudanças de cor claramente visíveis de vermelho para branco, segundo as teorias recentes, precisam de centenas de milhares de anos para serem efetuadas, e não somente 1 milênio e meio. Talvez a mudança misteriosa da cor de Sirius tenha algo a ver com a estrela companheira de Sirius, já que ela é uma estrela binária. 

No início de 1844 o astrônomo alemão Friederich Bessel notou que Sirius não se movia no céu de uma forma reta, como as outras estrelas fixas, mas sim seguia um caminho serpenteado. Bessel concluiu que Sirius teria uma companheira invisível cujos efeitos gravitacionais provocavam este comportamento. Foi somente em 1862 que esta companheira, chamada de Sirius B, foi realmente descoberta através de um telescópio e apareceu como um pequeno ponto de luz perto da luminosa Sirius A. Na realidade, a descoberta desta segunda estrela, chamada também de Pup Star, apresenta um quebra cabeça para os astrônomos. Com base nos movimentos destas estrelas binárias, eles calcularam que Sirius A deveria ser 2,36 vezes e Sirius B 0,98 mais pesadas do que o Sol. No entanto, como a luz de Sirius B aparecia muito mais fraca que sua irmã maior (apesar de sua superfície ser extremamente quente), ela deveria ser muito menor, isto é, ela teria somente aproximadamente 18.000 milhas (30.000 km) ou aproximadamente duas vezes o diâmetro da Terra. Esta grande quantidade de matéria concentrada num espaço tão pequeno significa que a sua densidade seria muito maior do que se pudesse imaginar. Um centímetro cúbico de matéria feita com Sirius B pesaria mais de 150 Kg! Por isto Sirius B se tornou o primeiro exemplo de um novo tipo de estrela que seria mais tarde descoberta: as estrelas anãs brancas. As características das anãs brancas são: tamanho extremamente pequeno (a menor conhecida até agora tem somente a metade do tamanho de nossa Lua), a temperatura de superfície extremamente alta, e a incrível concentração da matéria do que são compostas. Sirius é a primeira estrela conhecida com absoluta certeza pelos hieróglifos egípcios, (e as vezes representada por um cão), e aparece nos monumentos e templos ao longo do Rio Nilo. Entre estes existem os Templos da Deusa Hathor, ou Isis Hator, que eram erguidos com orientação para a estrela Sirius. Os Egipcios acreditavam que Sirius detinha o destino de nosso planeta. É para lá que iam as almas dos Faraós e sacerdotes após a morte para "receberem instruções" e ganhar conhecimento. Alguns historiadores pensam que à partir desta estrela chegaram ao Egito os Deuses que ensinaram toda a sua sabedoria a este povo da antiguidade. Uma antiga representação egípcia mostra a deusa Isis com a estrela Sirius, sobre sua cabeça e segurando o cetro wadj e o ank (da dilatação e da espiritualidade da vida), precedida por Orion, que segura o cetro uas (do fluxo da seiva) , enquanto olha para trás, para Isis, e apresenta a vida com a sua mão esquerda. Atrás de Isis estão representados Júpiter, Saturno e Marte. Todos estão numa barca que desce o rio Nilo, na direção do Oriente para o Ocidente. O que aparece na figura, é que Isis retira o seu poder de Sirius (que está representada ao lado de outra pequena estrela, indicando que os Egipcios sabiam que esta estrela tinha uma companheira menor!) e que ela a transmite a Orion que por sua vez o transmite aos "filhos do Sol". Sirius era também atribuída ao Deus Thoth, ou Hermes do Egipcios ou Mercúrio dos Romanos. Mas eu acredito que Mercúrio ou Hermes, eram simplesmente a ‘oitava inferior" do Deus Thoth, o Três Vezes Grande Hermes Trismegisto dos Egipcios, que sim seria representado pelo planeta Urano, que rege, entre outras coisas, a Astrologia. Segundo os teólogos de Hermopolis, Thoth, ou Tehuti como o chamavam os antigos Egipcios, era o verdadeiro Demiurgo universal, o Ibis divino que chocou o ovo da humanidade na Hermopolis Magna. Este trabalho de criação foi fruto somente do "som de sua voz" (lembra o versículo da Biblia: Em princípio era o verbo...’). Os livros das piramides referem-se a ele como o filho mais velho de Rá, filho de Geb e Nut, ou irmão de Isis, apesar de que outros textos o descrevem como vizir de Osiris e de sua familha, e escriba do Faraó. Tehuti, ou Hermes, curou o filho de Osiris, Horus, somente com o seu sagrado alento, e era detentor de um conhecimento universal. Ele ensinava as ciências, a aritmética, a geometria, a música, a astronomia, as artes mágicas, a medicina, a cirurgia, etc., e nós encontramos tudo isto descrito e documentado nos monumentos e textos que chegaram até nós. Ele era venerado pelos Egípcios como um Deus auto-gerado e auto-produzido, isto é: ele era UM. Ele efetuou os cálculos concernentes o estabelecimento do céu, das estrelas e da terra e ele era o coração de Rá (o Sol no Zenit) e seu mestre, seja no conceito físico que moral. Ele tinha o dom da "divina palavra". Os escritores clássicos se referem a Thoth como sendo um estrangeiro que chegou ao Egito durante a Era Zodiacal de Câncer. Isto sugere que ele tenha sido um antepassado da família de Osíris e pode ter sido o primeiro habitante de Atlântida a trazer seu conhecimento ao Egito. Hermes, o Três Vezes Grande, é considerado o patrono da Astrologia e os seus Princípios Herméticos, contidos nas Tábuas de Esmeraldas, e descritos no livro "O Caibalion" são a base de toda a interpretação astrológica séria. Mensagem Especial de Ascensão Projeto para um Planeta Azul : Ativação do seu Corpo de Luz Galáctico Arcanjo Miguel através de Celia Fenn Queridos Trabalhadores da Luz, vocês estão vivendo tempos grandiosos e maravilhosos. Maravilhosos movimentos e mudanças estão acontecendo na sua realidade da Terra. 

A recalibração dos campos do seu Mercabah Planetário e Pessoal ou Corpos de Luz tem permitido a ativação de outro nível da Geometria do seu Corpo de Luz enquanto continuam a jornada de Ascensão. A aceleração do seu Corpo de Luz, ajudada pela aproximação da radiação Elétrica Azul do Centro Galáctica através de Sirius tem capacitado a Ativação do seu Corpo de Luz Galáctico. Um novo conjunto total de Geometrias e Códigos e Meridianos é agora ativado para transmitir a Energia da Chama Azul de Sirius e para conectar os Anjos Humanos de 9ª Dimensional com o "lar". Esta é a dádiva da Luz que esperaram por tanto tempo meus queridos. Vocês alcançaram a completa consciência Galáctica e Estelar enquanto ainda estão na Terra. Vocês estão prontos para viver na Luz - bem alem das velhas energias de polaridade e sofrimento. Vocês estão prontos para viver no céu e trazer o "céu" para o Planeta Terra. Ativação da Consciência Galáctica.

Há dois passos para este processo. Uma vez que já tenham a consciência de si mesmos como um ser Cristal ou Cristico, um anjo humano, vocês buscarão e encontrarão a sua Família Angélica de alma. Só então podem ativar o seu Corpo de Luz Galáctico e se mudarem para a consciência de 9ª Dimensão.

Encontrar a sua Família Angélica de Alma permite à vocês começar o processo que é conhecido nas Dimensões Mais Elevadas como a "integração da sua 8ª Dimensional ou Arquétipo Angélico". Basicamente isto significa que vocês tomam o poder ou a identidade da sua "família" como um ser de luz. Estão dando passagem para os Níveis Mais Elevados como um direito, em virtude da sua afiliação à um clã ou família Angélica. Isso não tem necessidade de ser uma "busca" consciente, e vocês não precisam ficar ansiosos. Quando for o tempo certo e vocês estiverem preparados, vocês farão a conexão. E depois vocês ativarão as energias do Corpo de Luz Galáctico.
Uma vez que o Corpo de Luz Galáctico esteja ativado, vocês terão total acesso à Consciência de 9ª Dimensão. O Corpo de Luz Galáctico é ativado pela Chama Elétrica Azul que emana de Sirius, a Estrela Azul. Pois Sirius é o "lar" Galáctico de primeira referencia para todas as famílias Angélicas na Terra. A Evolução e Desenvolvimento da Terra é um projeto conjunto dos Anjos Elohim Criadores e dos "Neters" Sirianos ou Seres das Estrelas (N.T. Neters eram os deuses dos egípcios ou o Elohim dos Egípcios). Outros Seres de Luz desta e de outras galáxias estão aqui para ajudar, mas o "projeto" para o planeta Azul deriva de uma parceria dos seres Angélicos Criadores de Sirius/Orion.

E assim, quando o Corpo de Luz Galáctico for ativado, as Famílias Angélicas Terrenas estarão uma vez mais conscientemente conectadas àqueles seres Angélicos de uma Dimensão muito Mais Elevada cujo trabalho é guardar e manter a Evolução e o Crescimento de uma Dimensional mais Elevada para o Planeta Terra na sua forma Ascendida de Nova Terra. A energia poderá fluir livremente entre eles uma vez mais. A Terra receberá a Luz e o Amor Incondicional que criara e manterá o plano do Projeto Original - um planeta Jardim do Paraíso de paz e alegria onde os Anjos Humanos poderão crescer e brincar na Luz da Fonte.

 O Planeta com Dois Sois 

Quando ativarem seu Corpo de Luz Galáctico e fizerem a mudança para a consciência de 9ª Dimensão, vocês entrarão na Nova Terra, ou em um "novo" planeta. Um planeta com dois sois! Pois Sirius se torna o segundo sol do Planeta Terra. Aqueles com os Corpos de Luz Galácticos ativos recebem a luz do sol branca/dourada do sol do Sistema Solar, e a "luz do sol" azul/branca de Sirius. A luz do sol de Sirius cria um campo de 9ª Dimensão de luz Azul Elétrica que mantêm a Consciência Galáctica do Planeta através das Famílias Angélicas. Esta "verdade" era conhecida pelos antigos Egípcios que receberam seus ensinamentos de Sirius. 

Na época do Portal Estelar do Leão em Julho e Inicio de Agosto passados, celebrou-se o nascer heliacal de Sirius no céu da manhã e na nascente do Nilo para trazer prosperidade ao Egito. mas os iniciados sabiam que no Egito, também conhecido como a terra de "Khem" ou da alquimia, a regra era " como é acima, assim é embaixo", e que este evento simbolizava algo em um nível maior. Este"algo" era o alinhamento dos dois sois da Terra nos céus. Neste momento, a energia azul/branca de Sirius é "ampliada" através do sol como por lupas, e ondas de luz criativa representando ondas de abundancia, amor e prosperidade "choveram" descendo à Terra como um Fogo Cósmico. O branco/dourado e o azul/branco se combinam para criar a Magia e trazer a mudança, renovação e crescimento. 

Os antigos Egípcios identificavam o Sistema Solar como Ra-Herukuti-Osiris. Este carregava uma energia masculina. O "sol" Siriano era identificado como Isis-Maat e era a energia feminina. Juntos, a sua sagrada união criaram Abundancia e Paz na Terra. No Antigo Egito a conexão com Sirius foi mantida pela família Real dos Faraós. Sua herança genética de Sirius capacitou-os a "manter o campo" da Luz Azul e manter a conexão Galáctica através dos Corpos de Luz Galácticos. Esta conexão foi terminada pelas Dimensões Mais Elevadas quando foi decidido se iniciar um programa através do qual todos os humanos pudessem se tornar os detentores da Consciência Galáctica. Esta hora é agora! Vocês estão preparados para criar uma Terra onde cada pessoas será capaz de manter o Campo Azul da Consciência Galáctica. O que isto significará, meus queridos? Isto significará que cada Anjo Humano que ativar o seu Corpo de Luz Galáctico terá o poder e a habilidade de ativar e transmitir os códigos ou informações Akashicas para o Planeta Terra no estado de manifestação. Para co-criar o Paraíso na Terra sem doenças, sofrimento ou dor. Um playground de luz e alegria. E esta hora é agora! 
A medida que cada um de vocês ativar o Corpo de Luz Galáctico, vocês ativam e potencializam o Campo de Luz Azul e o seu potencial para criar a mudança global. Como podem ver, queridos Trabalhadores da Luz, que alegria e que benção é dada à vocês neste tempo! As Crianças da Estrela Azul: O Futuro do Planeta Meus queridos, as Crianças da Estrela Azul estão encarnando neste momento para ajudá-los a trabalhar com o Campo da Estrela Azul e ativar completamente o Projeto para o Planeta Azul. Cada Criança da Estrela Azul nasce incorporada com o Corpo de Luz Galáctico completamente ativado. Elas têm plena Consciência Galáctica e são capazes de manter as conexões estelares para o Planeta. De fato, desde a concepção elas estarão ancorando o Campo da Estrela Azul no Planeta. Elas também nascerão com um conhecimento e consciência das suas Famílias Angélicas e Estelares, e estarão completamente integradas com os seus arquétipos Angélicos. Elas serão os Humanos Angélicos mais do que Anjos Humanos. Sua identificação primaria será com a consciência Cósmica e Angélica, e com os Campos de luz Cósmica. E, esta consciência eles transmutarão com vocês, para um alegre lar do Paraíso ou "Céu na Terra".

Assim, amados Trabalhadores da Luz, é hora de celebrar as suas novas ativações e integrar as novas energias. 

A aventura da Ascensão continua!



OS HABITANTES DE SÍRIUS 

Sírius - um sistema duplo de astros - (possivelmente triplo), que se encontra situado na constelação Canis Major, visível no hemisfério norte, à noite, de Abril até Novembro. Sírius A é a estrela mais brilhante, além do nosso Sol, a somente 8 anos-luz de distância. Sírius é conhecida também como "O Dogon", uma tribo área na África Ocidental (Mali). Na mitologia dos Dogons constam relatos sobre contactos com extraterrestres (do tipo reptóide), e no seu conhecimento astronómico eles já sabiam da existência de Sírius B, um astro irmão do astro Sírius. A tribo Dogon já sabia que Sírius B orbitava Sírius e que a sua órbita leva cerca de cinqüenta anos, isto mesmo sem instrumentos técnicos. Para os antropólogos franceses os entederem, eles desenharam figuras na areia para explicar suas crenças. 

Os Sirianos fazem parte do grupo de alienígenas que auxiliam a Terra e seus habitantes, humanos, animais e natureza. Os Sirianos são Guerreiros espirituais, fortemente conectados com a forma de vida dos golfinhos e baleias. Muitas pessoas sentem-se familiarizadas com estas formas de vida, porque já viveram nesta forma também, e percebem estas entidades como amigos queridos. Sírius apoia também o Estágio de Transição, onde é possível experienciar um estado de consciência para preparar uma forma de vida mais relacionada com o ego, como por exemplo: a forma humanóide. Por isso, muitas pessoas têm lembranças, que se expressam por sentimentos pela Estrela de Sírius, sem saber exactamente qual a relação ou significado. Crianças Estrela-Azul Estes seres têm entrado no campo de energia Planetária e estão nascendo neste momento como a mais nova onda de Crianças Cristal. Sua chegada tem sido parte da elevada Radiação e Luz que tem cercado a Terra desde o Portal 11:11:11. A presença delas tem ajudado inclusive no aumento de aceleração do campo de Merkabah da Terra. A

s pessoas têm sentido também a velocidade elevada nos seus próprios campos de Merkabah à medida que experienciavam o processo de "reintegração" vibracional com a chegada destas sementes estelares e os seus elevados níveis de consciência. As Crianças da Estrela Azul têm esperado até este momento para encarnarem no Planeta. Elas esperaram até que a Rede do Paraíso estivesse no seu lugar e um grande grupo de Trabalhadores da Luz tivesse passado para a 9ª Dimensão para manter a rede de Consciência Crística. Uma vez que estes dois factores estivessem no seu lugar, as Crianças da Estrela Azul estavam aptas para encarnarem para fazer o seu trabalho especial. Elas nascerão num nível de Consciência de 9ª Dimensão, e irão ancorar a sua encarnação material dentro da Rede do Paraíso. Energia e Cor Harmónica na qual estas crianças encarnam é um Raio de intenso Azul Safira. Mas no interior do Raio Safira também existem brilhantes faíscas de Luz Branca Diamante. É como um Azul Fulgurante, uma flamejante energia cósmica de uma vibração muito elevada. 

Aqueles de vocês que foram capazes de sentir a sua energia teem se sentido desnorteados e com vertigens, e experienciaram uma desintoxicação já que os vossos corpos foram "reintegrados" com a vibração destas almas que chegavam, pois elas ajudam a "erguer" o Planeta mais adiante na sua jornada de Ascensão. O que também faz destas Novas Crianças únicas e maravilhosas, é que seus padrões de alma descendem do Sistema Estelar de Sirius, e elas trazem um novo padrão para a Terra que carregará as sementes da futura evolução e desenvolvimento espiritual humano na Nova Terra. Sim, queridas almas, mesmo agora enquanto a Nova Terra está nascendo, as Dimensões mais Elevadas se lembram de assegurar que a Humanidade continue a evoluir e a crescer através das Oitavas de Luz. As Crianças da Estrela Azul carregam dentro de si mesmas as sementes de vida numa Experiência de Oitava que começa com a Nona Dimensão, o lugar onde a maioria de vocês completará a sua jornada de Ascensão. 

As crianças da Estrela Azul permanecem bem equilibradas para continuar a jornada em direção à Luz. Mas, por enquanto isto não será ainda por muitas gerações, pois estas crianças serão sementes, e o que elas trazem será compartilhado com toda a população Cristal ou Crística da Terra. Inicialmente, as Crianças Estrela Azul irão encarnar entre todas as comunidades, mas elas buscarão especialmente encarnar entre as comunidades indígenas, ou em paises que tem laços bem próximos com as comunidades indígenas. A razão para isso é que a primeira parte do seu trabalho é revitalizar e re-energizar as tradições Indígenas da Terra. À medida que estas crianças encarnam dentro destas comunidades, a sua presença será como o Azul Flamejante. Haverá tamanha corrente de vitalidade na sua presença que transformará e energizará as tradições e sabedoria dos povos indígenas. Elas próprias honrarão estas tradições e se entenderão com elas com grande respeito. Isto é necessário, de maneira a que população da Nova Terra aprenda a aceitar e honrar a Sabedoria da Terra das Comunidades Indígenas outra vez. E para que estas comunidades livrem-se de quaisquer sentimentos de exploração e inadequação, e uma vez mais honrem a fonte de sabedoria das suas tradições e rituais.

Inicialmente também, estas crianças serão pontos ancôra para a energia da Paz. Sua mera presença irradiará paz e calma. Aqueles de vocês que recentemente sentiram a sua vibração têm notado o quanto se sentem sensíveis, e o quanto se conectaram ao Fluxo dos sentimentos do vosso Coração. Esta é a energia das crianças Estrela Azul. Elas serão imensamente poderosas, mas será o poder da absoluta integridade e alinhamento com a Energia do Coração, e com a Luz da Fonte da sua Origem, e elas nunca perderão esta Elevada Conexão. Elas serão poderosas, mas serão também muito gentis. Esta extrema nobreza criará o espaço de paz pelo qual vocês chegarão a reconhece-las.

Assim, queridos Trabalhadores da Luz, no meio de todo o tumulto, mudanças e desafios deste tempo especial, vocês, com certeza são privilegiados por darem as boas-vindas às Crianças do Raio Azul Flamejante no vosso Planeta!



ABERTURA DOS PORTÕES GALÁCTICOS 
Uma Mensagem de Gillian MacBeth-Louthan Segunda, 21 de julho de 2008, Dandridge, Tennesse
88, 888 ou 88:88 – Assim como é em cima é embaixo – esta configuração lhe traz o portal do infinito escoltando-o através de todas as limitações transitáveis. É o número que o leva para além do que você conhece como seus limites. Ele o convida a voar para a lua e dar uma passadinha pela Via Láctea na volta. É pura energia atômica espiritual, uma fonte de poder puro. É sucesso, prosperidade e grandes negócios com o sabor adicional de bênçãos universais. Ele finalmente é a lembrança da sua herança divina prometida pelo sagrado Criador. Está fazendo com que você empine o nariz para os assuntos terrestres limitantes e caminhe para frente e para cima, para um lugar de opulência e graça.

Abertura do Portal Galáctico

Na manhã de 23 de julho de 2008 (a hora exata difere para cada parte do mundo), forma-se um antigo alinhamento. A estrela Sírius nasce antes da estrela do dia, o nosso sol, lançando a declaração para todos de que o ANO NOVO ATLANTE-EGÌPCIO-SÍRIO acabou de nascer. Este é um portal, uma oportunidade sem precedentes de nadar adiante com a onda estelar de percepção que precede a luz do dia.

Desde tempos antigos Sírius tem sido conhecida e reverenciada por diversas culturas. Na antiga Atlântida os mistérios eram baseados em informações recebidas dos Mestres de Sírius. Após a terceira queda de Atlântida, os mistérios de Sírius se espalharam pelo antigo Egito. Por volta de 3000 A.C. os egípcios começaram a celebrar o surgimento helicoidal da estrela Sírius declarando assim o Ano Novo, quando o Nilo inundava as margens na época do grande leão, no mês de Leão.

Sírius é o lar da consciência Crística não apenas para o nosso planeta e sistema solar, mas para toda a Galáxia. Sírius sempre foi um protótipo espiritual para a Terra e desempenhou um papel vital em sua recente evolução. A energia espiritual jorra de Sírius para dentro do chakra do coração do nosso sol e então avança para a Terra através dos raios solares.

Quando os raios de Sírius chegarem na Terra através do Sol em 23 de julho, antes do amanhecer, nós teremos outra oportunidade de ativar as 11 sementes Crísticas internas. Estas são codificações dormentes do nosso DNA, que esperam emanações estelares e configurações para abrir lembranças e verdades que estão lacradas na alma de cada Ser de Luz que está preso dentro de uma forma humana.

RELAÇÕES COM SIRIUS

Como os sirianos estão presentes na Terra nesta época.
Os espíritos sirianos vem em muitas formas, principalmente como golfinhos e baleias (cetáceos), que são os seres sentientes mais completamente conscientes neste planeta. A razão para isto é que como cetáceos, os seres não experimentam uma dura separação e sentimentos de isolamento da Mãe Terra e da Natureza, como os humanos tendem a sentir. Os Cetáceos são verdadeiramente os guardiães da Terra. Os humanos teriam que compartilhar esta missão de cuidar da Terra e de toda a vida nela existente, mas a maioria dos humanos tem estado “adormecidos” há muito tempo e estão destruindo rapidamente a si mesmos, bem como a Terra e a Natureza. Os Sirianos, junto com muitos outros, estão aqui para nos ajudar a mudar isto.

Uma outra maneira pela qual os Sirianos aparecem na forma física na Terra é como “sementes estelares” humanas, aqueles que passaram a maior parte de suas vidas em um corpo Siriano, mas escolheram encarnar como um humano da Terra para um propósito específico, ou através de nascimento ou como entrantes. Há também os que vem como emissários, que escolheram passar a maior parte de suas vidas neste ciclo, como humanos terrestre, e a maioria deles estão ou estiveram no processo de serem “despertados” por seus guias de Sirius em outras dimensões. Estes guias estão trabalhando com os Corpos de Luz dos seres físicos, bem como com seus corpos físicos, mentais e emocionais, para prepara-los para vir para a consciência total.
Nossas relações com os Sirianos
Aproximadamente há dois milhões de anos, os Sirianos começaram a adicionar algo de seu próprio DNA ao material genético de Homo sapiens. Eles ajudaram a criar os corpos que temos agora; então, geneticamente, somos quase idênticos a eles. As principais diferenças é que os Sirianos tendem a ser mais altos que nós, com cérebros maiores e mais desenvolvidos e que eles vivem muito mais tempo. Na verdade, o cérebro Siriano tem um outro lobo acima do frontal, muito semelhante ao que as baleias e os golfinhos tem.Ele lhes permite ter visão estereoscópica: eles podem ver dentro de um objeto bem como do lado externo e do lado oposto em terceira dimensão. Também, os Sirianos, assim como os cetáceos, tem enormes capacidades telepáticas e psíquicas. A comunicação telepática é concentrada através do quarto chakra, o cardíaco, mais do que com o quinto e o sexto chakras. Isto faz com que a comunicação seja muito mais amorosa que apenas palavras ou pensamentos. Os Sirianos também ajudaram geneticamente a co-criar as formas golfinho/baleia, e esta é uma razão pela qual muitos espíritos Sirianos são tão atraídos aos que estão encarnados na Terra como Cetáceos. Eles amam tornarem-se alegremente suas co-criações.

 Os Sirianos que estão em sua forma etérica ou em sua forma nativa estão agora trabalhando com muitos de nós, não somente na ativação e abertura de nossos cinco chakras interplanetários mais elevados e em partes do nosso cérebro que estiveram dormentes, mas eles estão também trabalhando na nossa estrutura genética. O DNA humano irá voltar, de sua atual estrutura em dupla-hélice à sua estrutura original de 12 hélices. Para aqueles que são adultos, o nosso DNA em nossos corpos não irá mudar muito. Mas para aqueles de nós que tem ou terão crianças pequenas em um futuro próximo, os Sirianos estão trabalhando com muitos de nós para mudar o DNA dos óvulos e espermatozóides. Isto então dará a certeza de que as crianças nascerão com o seu DNA totalmente de 12 hélices e na verdade já tem a estrutura em seus corpos físicos para que sejam totalmente conscientes. Portanto, essas crianças não terão que ser “retro-alimentadas” como nós adultos.


Em 8 de agosto de 2008 nos está sendo dada uma oportunidade rara de atravessar outro "Portal de Despertar Acelerado", o PORTAL DE LEÃO 8:8:8. Este despertar acontecerá dentro dos registros celulares de todos os seres. Estes registros celulares são mantidos dentro de um código cristalino na forma de um tetraedro (pirâmide de 3 lados) que existe dentro do "códon" de cada linha de DNA, o qual reside dentro de cada célula do corpo, bem como em cada célula do Universo.

Em tempos antigos os "Registros de Re-lembrança" foram escondidos bem no fundo da Terra, física e dimensionalmente, abaixo, acima e em volta de lugares sagrados. A Matriz Mãe destas codificações está dentro da grande pirâmide do Egito, guardada pela Esfinge. Quando os céus de antigamente apresentavam um alinhamento estelar especifico, um portal energético se abria para os lugares sagrados, permitindo a entrada através dessas codificações sagradas.

Todos nós carregamos dentro de nossas células o conhecimento de cada um desses lugares sagrados da Terra, desde o inicio do tempo na Terra e através do tempo no nosso sistema solar. Basta sintonizarmos nossa intenção para recebermos essas energias.

O único jeito que a Terra tem para avançar é através do coração (em inglês a palavra Terra – earth é um anagrama da palavra coração – heart). Todas as ferramentas, meditações e OM são como uma árvore sem frutos, se não tivermos um contato direto com o coração. Como o Universo sabe que nós somos teimosos por natureza, Ele alinhou algumas estrelas para atirar aquela flecha cósmica do cupido na nossa direção, ativando uma porta tão grande para o amor, que automaticamente vamos nos achar do lado de dentro dela, sem esforço algum.

Os Sirianos são membros de uma grande federação galáctica e algum tempo antes a nossa assim chamada “história registrada”, A Terra costumava também ser parte da Federação. Existem histórias diferentes que diferem de fonte para fonte a respeito do que aconteceu e fez com que os humanos, ou partissem ou fossem deixados para fora da Federação, após uma espécie de desastre de manipulação genética. Mas agora, a Terra está entrando numa grande mudança e parece que todos querem estar aqui para ver o que acontece, alguns como participantes, como os Sirianos, e alguns como observadores. Após a Ascensão, a Terra novamente será um membro ativo da Federação Galáctica.

A Ascensão


Este processo de Ascensão pode e será manifestado de muitas maneiras diferentes, e depende de todos nos, coletivamente, decidir como e quando ocorrerá. Criar a Ascensão começa com cada um de nós, no interior. Os guias Sirianos que eu conheço, dizem que a coisa mais importante para fazer é irmos dentro de nossos corações e estarmos abertos para Amar Incondicionalmente.

Os Sirianos estão trabalhando conosco, primeiro como seres individuais e depois estão nos dando sugestões do que está acontecendo, enquanto encontramos outros e formamos juntos pequenos grupos que se interconectam uns aos outros, e então começamos a compartilhar nossas experiências. Mais tarde, isto levará a uma compreensão mais conscienciosa do que o propósito deles/nosso está na transformação do planeta Terra enquanto ele se encaminha para a Ascensão. A Ascensão será como uma chave, abrindo e ancorando o Corpo de Luz com os corpos físico, emocional e mental, permitindo que eles se integrem e assim dêem a cada indivíduo acesso muito maior a dimensões mais elevadas e experimentem a Unicidade com outros. Imaginem isso! Nunca mais alguém sentirá solidão! Realmente não haverá “outro”, porque todos realizaram sua conexão com o todo. È claro, a ocorrência de todas estas coisas ainda seria a escolha de cada um. Eu sei que eu vou escolher.

Não sei o que ocorrerá realmente no futuro, mas eu visualizo uma grande mudança de paradigma e um re-nascimento para a Terra e seus companheiros simbióticos que vivem aqui fisicamente e em outras dimensões. Nós estamos todos aqui para experienciar esta fantástica jornada e há muitos de outros reinos, dimensões, universos e sistemas estelares que estão aqui para nos ajudar. Os Sirianos são alguns destes seres. Eles trabalham com alguns de nós na terceira dimensão de maneiras sutis que nós não podemos ver facilmente com nossos meros cinco sentidos, e em dimensões superiores de maneiras mais diretas, que ainda não podemos perceber a menos que tenhamos acessos a essas dimensões. Bom, geralmente não temos acesso no estado consciente. Então freqüentemente eles trabalham conosco em nossos sonhos, quando nossas consciências não estão sendo tão afetadas pelos filtros da nossa personalidade e nosso ego, que fazem com que nossos mundos pareçam com pequenas “caixas”, onde tudo tem que caber ou não é real.

Os Sirianos tem assoprado minha pequena “caixa” por um longo tempo e eles estão começando a ter sucesso, porque eu finalmente estou começando a ter contacto consciente, mas sutil, com eles. E eles não poderiam fazer nada disso sem a minha permissão, e eu sei que isto é verdade. Eles estão me ajudando para que eu possa “despertar” e tornar-me TOTALMENTE CONSCIENTE. Eles estão fazendo isto com muitas pessoas nesta época. Eu acredito que o trabalho real da minha vida é elevar minha consciência espiritual e ajudar outros que querem fazer o mesmo. Eu creio que é o que os Sirianos querem – que nós elevemos nossa consciência espiritual, coletivamente, de maneira que a Terra possa retornar à sua glória anterior, e re-unir-se à Federação Galáctica; Eu sinto que eu mesma ainda tenho algumas coisas para fazer para conseguir o meu objetivo.

 Aqui está um pequeno poema que o guia Siriano, Aruna,  nos deu recentemente e é a respeito de quem somos:

Você é um belo Navio Conduzido nos Mares infinitos Do Tempo, Espaço e Luz. Você é esta grande Liberdade Colhida numa teia de Limitação. Mas olhe ao redor de você, Ao quadro mais amplo E você verá Que essa teia é bem pequena E você é tão Vasto!
Entretanto, concentrado
Em uma pequena embarcação.
Somos todos parte do Grande
Tudo-Que-É.
Vamos nos dar as mãos
E fazer a nossa jornada de volta para casa
JUNTOS.
Pegue minha mão,
Caro amigo
Com amor em nossos Corações
Nós encontramos a Luz.





Pirâmides - Conexão Espacial Pensamos que, por já ter se estudado exaustivamente as pirâmides, principalmente as do Planalto de Gizeh, próximo ao Cairo, Egito, conhecemos a maioria dos segredos que encerram. Estamos longe disso! Vez por outra nos deparamos com características surpreendentes que desafiam a mente dos estudiosos, pesquisadores, curiosos e demais interessados. Atualmente verificamos estudos e interesse por parte de alguns pesquisadores de temas que a comunidade científica em geral refuta, mas que são de conhecimento dos ocultistas e de Escolas de Mistério (principalmente as de origem egípcia). Na obra intitulada "The Orion Mistery" (Robert Bauval e Adrian Gilbert),vemos um exemplo disso.

As três Grandes Pirâmides do Complexo de Gizeh não obedecem a um alinhamento prefeito entre si. Vistas de cima, observa-se facilmente que Kheph-Rá (Quéfren) e a Grande Pirâmide de Khufu (Quéops) tem as suas diagonais alinhadas. O mesmo não acontece com Men-Kau-Rá (Miquerinos). Ela "foge" visivelmente de tal alinhamento.

Ora, uma vez que os construtores de tais monumentos tinham perfeito conhecimento de geometria, matemática, engenharia e arquitetura, conclui-se que tal "defasagem" não foi, em hipótese alguma, acidental! Uma observação mais atenta porém, nos confirma o especial talento dos construtores com relação à astronomia… A distância entre as três Pirâmides e o seu posicionamento entre si, é "coincidentemente" proporcional às estrelas da constelação de Órion (O Caçador Celeste), mais especificamente as do "Cinturão de Órion" (Alnitak - z (Zeta) Orionis, Alnilam - e (Epsilon) Orionis e Mintaka - d (Delta) Orionis, conhecidas no Brasil como "As Três Marias"), obedecendo ao mesmo padrão.
Cinturão de Órion

Ainda verificando "coincidências", observa-se uma grande possibilidade de que o alinhamento do ápice das três pirâmides estava perfeitamente sincrônico com as três estrelas do "Cinturão de Órion" quando estas atingiam o zênite (Interseção da vertical superior de um lugar específico com a esfera celeste. Popularmente: o ponto mais alto do céu. Posição do Sol ao meio-dia) em aprox. 10.500 a.C.!
Como?! A História oficial afirma que as pirâmides foram construídas durante a IV Dinastia (por volta de 4.000 a.C.). Devemos lembrar que muitos cientistas admitem uma idade muito mais antiga para Harmarkis (a Esfinge). O fato de as Pirâmides serem bem mais antigas do que se supunha, não é uma hipótese nada absurda. Ao contrário parece mais lógica, racional e verdadeira. Talvez mais antigas que 10.500 a.C.!

Na Pirâmide de Quéops, em particular, nota-se um detalhe no mínimo interessante…Os dutos de ventilação que desembocam na Câmara do Rei permitem que, a partir do sarcófago de granito vazio que existe no interior da Câmara, se visualize numa determinada época do ano o "Cinturão de Órion" por um duto, e a estrela Sírius (a (Alpha) Canis Majoris), pelo outro.
Não seria surpresa portanto que, se fosse dado prosseguimento a esta pesquisa, pudéssemos verificar monumentos e/ou localidades correspondentes a outras estrelas de Órion, como as principais Betelgeuse - a (Alpha) Orionis, Rigel - b (Beta) Orionis, Bellatrix - g (Gamma) Orionis e Saiph - ƒ (Kappa) Orionis, além de outras estrelas importantes para os antigos egípcios como Aldebaran (a (Alpha) Taurii), as Plêiades (Enxame de abelhas como chamam nossos índios - também em Taurus - constelação aliás que marcava o início do zodíaco egípcio, na mesma época do ano que corresponde ao que conhecemos hoje como VESAK. Coincidência?) e Sírius, a "Estrela Sagrada" dos antigos egípcios, a mais brilhante de todo o firmamento. Também chamada de "A Estrela da Canícula" (termo que significa quente, calor), Sírius "anunciava" a cheia do rio Nilo pressagiando mais um período de abundância, fartura e fertilidade . Somando-se a isso as três Pirâmides estão proporcionalmente dispostas em relação ao Nilo, da mesma forma que (observando numa carta celeste) as "Três Marias" estão em relação à Via-Láctea, vistas da Terra!


Levando-se em conta que as Pirâmides da esplanada de Gizeh, especialmente a de Quéops, apresentam características como informações sobre:

a massa da Terra;
a distância média de nosso planeta em relação ao Sol;
medidas cujas relações entre si encontra-se o número p (Pi Þ 3,14159261…) , tanto para a Grande Pirâmide, como para a Câmara do Rei e o sarcófago de granito;
datas proféticas relativas a acontecimentos marcantes para a humanidade durante milênios nos hieróglifos ao longo da Grande Galeria;
relações astronômicas com a Estrela Polar tais como a orientação do corredor ascendente

Conclui-se que as Pirâmides do Egito estão cada vez mais longe de serem meros túmulos e que o fato deste posicionamento em relação a Órion mergulha o Complexo Piramidal de Gizeh em mais um enigma a decifrar nos campos objetivos da ciência e subjetivos do ser humano…


Existiu alguma relação com Atlantes e/ou Extraterrestres? É bem provável (Vide as estruturas de forma piramidal registradas em várias fotos da NASA, na região denominada Cydonia, em Marte, que nos exortam a pensar na possibilidade da existência de um cem números de estruturas similares espalhadas pela Galáxia!).
Será que a importância dada à constelação de Taurus - o Touro limita-se apenas ao início do zodíaco egípcio e às comemorações do boi Ápis? Devo lembrar-lhes que algumas estrelas de Touro, em particular Aldebaran, o aglomerado estelar das Hyades e o aglomerado das Plêiades, sempre despertaram um "interesse especial" em outras culturas antigas (Vedas, Hindus, Chineses, Persas, Sumérios, Babilônicos, Gregos, Celtas, Aztecas, Incas, Maias) incluindo Tribos norte-americanas (Navajo, Anasazi, Sioux, etc.) e brasileiras (Tupi-Guarani, Jê, Aruaque, Bororo, Carajás, Txucarramãe, etc.).

Além disso, verifica-se a presença de Alcyone (h (Eta) Taurii) como uma das Plêiades. Alcyone tem uma importância fundamental pois é uma espécie de "Estrela Central" de esquemas evolutivos estelares interdimensionais, do qual o Sol faz parte, dimensionando energias ("adaptando" e purificando frequências vibracionais) para este setor Galáctico, onde o chamado "Photon Belt" (Cinturão de Fótons) tem uma ação determinante no aumento do fluxo energético, principalmente no que tange ao nosso Sistema Solar pois este adentrará uma região do espaço sideral onde as frequências são muito mais aceleradas. Para os estudiosos da Ufologia dita Esotérica (infelizmente ainda esotérica, vimanosófica, avançada, espiritualista - são tantos nomes… - A Ufologia é uma só!), a conexão de civilizações extraterrestres atuantes em Aldebaran, Plêiades (Alcyone), Órion e Sírius é clara e importantíssima neste processo de "Salto Qualitativo" energético da Terra.
Os antigos egípcios já conheciam tais pormenores Cósmicos e Cosmogônicos? Talvez. De qualquer forma, era um povo assaz avançado para sua época. Uma máxima diz que:

"Num impasse inconclusivo na busca da Verdade, quando eliminamos tudo o que é lógico e possível, a solução está no que é aparentemente improvável. O improvável passa a ser verdadeiro."
A Esfinge continua em Silêncio para aqueles que não sabem (ou não querem) ouvir a voz interior…Ela fala por si mesma…Cabe a cada um preparar-se para ouvi-la…


Fonte: http://anjosereno.webnode.pt/sirius/